Periquitos Versão 2016

Tem sido muito bacana, muito mesmo, ter nossos próprios ritos de passagem. No último sábado de Fevereiro, tivemos mais um marco importante na nossa família. Na verdade, dois.

O primeiro marco foi ver nossos “prequitos” em suas “primeiras experiências” de modo simultâneo, e, nos demos conta de que essa poderá ser a primeira de muitas coisas novas que eles farão juntos. Coisas simples, coisas mais complexas, mas que só uma pequena diferença de idade pode permitir. Imaginamos um sem fim de possibilidades onde os vimos juntos: conhecer a neve, a primeira viagem sozinhos (sem os pais)… As ansiedades da primeira paixão. [Ai céus, esse cordão tem fim não, toda vez cortamos um pouco mais.]

O segundo marco foi o corte de cabelo. SIM. Nossos prequitos estão de visual novo!!! :)

Tínhamos cá dentro de nós que, apenas quando tivéssemos um motivo (nascido de qualquer da tríade “Dono da cabeleira x Mamãe x Papai”), cortaríamos os cabelos do povo. E então, esse motivo chegou para cada um, na mesma semana.

[Cara, as coisas por aqui são muito estranhas, e essas estranhezas, atribuímos ao universo…]

Fizemos a rotina com os dois, lavar aqueles cabelinhos tão fofinhos, seca-los, penteá-los, e fomos. Não teve jeito e na primeira tesourada de cada um, ninjas voadores cortadores de cebola apareceram no salão, e, uma lagriminha (só uma) discreta do papai e da mamãe eles levaram. Ninjas danados. Não era o cabelo que se ia. Era uma transição. Dos dois… Dos quatro.

Cara, foi um dia bacanão!!! :)

Agora, veja ibáááágens novas dos dois, mais fofoletes do que nunca.

Meninos2

“(…) Quem disse que cabelo não sente

Quem disse que cabelo não gosta de pente

Cabelo quando cresce é tempo

Cabelo embaraçado é vento

Cabelo vem lá de dentro

Cabelo é como pensamento” – Arnaldo Antunes

2 comentários sobre “Periquitos Versão 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *