Arquivos mensais: janeiro 2015

Trabalho de Parto – Vicente

Há 1 ano atrás, perto desse horário, entrávamos em trabalho de parto. A viagem mais longa, mais louca e mais intensa da minha vida! Auto-conhecimento, conexão indescritível, contato com meu lado mais primitivo.
Era eu e você.
Você era eu.
Eu já não sabia mais quem era.
Fomos bem longe nos encontrar, em um lugar só nosso. E entre uma contração e outra, voltávamos e nos encontrávamos nos braços do papai.
Estávamos seguros no nosso lar, felizes com os sinais da sua chegada. Os dias que seguiram foram de dores, mas, acredite, estávamos em festa! Rimos muito, dançamos e cantamos ainda mais! Nossos corpos se cansaram e, gradativamente, nossos corações ficaram leves.
Você não nasceu no dia 15.
Nem no dia 16.
Você escolheu a última das 24h do dia 17.
Até o seu nascimento, foram 56h de descobertas. De medos. De anseios. De alegria. De sonhos. De dor. De oração. De amor. De fé. De esperança. De conexão. De despedida. De decisões. De apoio. De amizade. De companheirismo. De compaixão. De prazer. De introspecção. De respeito, acima de tudo.

Que bom que você veio, Tito! Que boa nossa parceria na vida. Eu te amo nem sei desde quando… Eu te amei nos meus pensamentos, na nossa gestação, no nosso trabalho de parto, no nosso nascimento, ainda mais no nosso primeiro contato e te amo sempre muito mais que eu imaginei conseguir. Tem sido deliciosa a construção diária do nosso amor.

Te amo-amo, Titossauro.