Arquivos mensais: janeiro 2014

Ele nasceu!!!

Primeiramente, obrigada!! À Deus e à nossos amigos tão queridos. Como sempre, fomos amparados com muito amor, e estamos em uma transição tranquila.
Nosso Vicente nasceu na última sexta-feira (17/01), e com ele, nascemos também! Estamos bem, nos curtindo e conhecendo. Há muitas novidades pela frente!
Sei que muitos já sabem dos dados (peso/ altura)… rsrs… Então, me resta o subjetivo, do qual ele e vocês já conhecem: Aqui estou, com a “coisa maaaaaaaaaaaaiiiiiis Tico-Tico-da-Mamãe”!!!!!!!!

“(…)
Olhe bem no fundo dos meus olhos
E sinta a emoção que nascerá quando você me olhar
O universo conspira a nosso favor
A conseqüência do destino é o amor, pra sempre vou te amar

Mas talvez, você não entenda
Essa coisa de fazer o mundo acreditar
Que meu amor não será passageiro
Te amarei de janeiro a janeiro
Até o mundo acabar”

A respeito das coisas vindouras

Estava aqui matutando, sobre o seu nascimento. Daí, peguei minha bicicletinha do “fantástico mundo de Thati” e viajei… Fui bem longe para te encontrar, lá na sua origem.
Você nasceu há muito tempo! Você nasceu em nossos corações há uns anos e foi a coisa mais linda… Você nasceu no dia em que te aceitamos e pensamos na possibilidade de recebê-lo… Essa foi a segunda certeza que tive com seu pai (a primeira rende outra história fora desse contexto, quem sabe um dia conto aqui). Foi demais, acredite!
Em maio passado, você se manifestou nesse plano. Que dia feliz! Você me avisou da sua chegada, quando eu menos esperava. Acordei com uma música no coração, uma música de infância, que realmente dizia o que estava para acontecer: aquele era o dia que o Senhor nosso Deus havia feito para eu me alegrar. Dito e feito: naquela tarde, quando uma gravidez se quer era cogitada, soube que ela já acontecia dentro de mim, você estava lá. A partir daí, muitas emoções. Muitas mesmo! Muitas descobertas. Muitos planos. Muitas realizações! Um mundo novo se abriu diante de nós, e mergulhamos fundo nele.
Você foi ganhando espaço na nossa vida, na “nossa pancinha”, ganhando forma, sexo, nome e até apelidos (vários, alguns polêmicos)! Nos descobrimos um pouco todos os dias, rimos, nos emocionamos, registrei alguns momentos para não esquecermos depois… Mas há mudanças tão marcantes, tão impactantes, que não há registro possível: Descobri uma mulher em mim que desconhecia. Descobri um homem no seu pai que jamais fiz ideia (nem nos meus melhores pensamentos)… E começamos o processo de nos tornarmos pais. Aí, nova descoberta: percebemos que é um processo que nunca terminará. Todos os dias aprenderemos a ser pais e todos os dias você aprenderá a ser filho. Essa é a nossa condição nessa existência.
Agora estamos na reta final de um ciclo e próximos de uma passagem… A gravidez se aproxima do fim e sua vida extrauterina se aproxima do começo. Nossos corpos estão conectados para essa transição, evoluímos gradativa e diariamente. Nossa comunicação está mais intensa, todos os sinais dessa transição acontece em nós três (sim, embora o papai não tenha útero e nem seja apertado “para lá e para cá”, está sempre lá, com a mão em nós e um olhar firme que nos diz que estamos juntos, um apoio silencioso e reconfortante). Muitos me perguntam sobre ansiedade, e, pouquíssimos entendem quando respondo que “está tudo bem”: nós estamos caminhando! E quando as coisas andam (e sabemos para onde) , não há motivos para anseios. Além disso, você já faz tanto parte da nossa família, está tanto entre nós… Você está aqui! Dentro ou fora, tanto faz, está aqui! Está em toda parte. Está em todos os contextos. Está em todos nossos pensamentos. Você está e isso nos basta.
Quero que saiba que estamos prontos. Quando você estiver pronto também, venha. No seu tempo, no seu ritmo. Como pais, nossos braços e olhos te esperam. Do coração, você já tomou conta, completamente e é nosso velho conhecido.

Até já, fiotinho. Zigoto Radical. Borrão cinza. Pequeno Embrião. Cara de Guaxinim Junior. Filhote da Jaguatirica. Feto Sagaz. Pequeno infante. Variável. Elemento X. Cidadão do Útero Distante. Tchuco. Tico-Tico-no-Fubazinho. Cara de Fuinha de Suspiro (?!?). Bacuri da cara doce. TITO. VICENTE.

Te amo hoje. Te amo amanhã. Te amarei para sempre.